Hugo Pinto Santos 
Translator

on Lyrikline: 6 poems translated

from: английский to: португальский

Original

Translation

My Face Saw Her Magazine

английский | Sam Riviere

across the moonscapes of skateparks you are 13 yrs old
& no longer allowed to play with boys / on platform 6
wearing your amazing cape you are not in fact you
but someone else / while I'm a guy who mishears lyrics
resulting in a more beautiful but private understanding
with your dark fringe white shirt & straw hat you are
the palest goth at the picnic / resolutely uncharmed
by my very charming friend you are the poster of disinterest
in bed & matching underwear you are disguising the tunnel
we dug in the american prison / not answering my texts
what you are is the briefcase glowing with golden contents
I realise I can only look in one eye at a time / it is pure
propaganda the pupil a blot of blackest inkjet ink
in your luxury woollen garment you are an advertisement
for luxury woollen garments / & then & then you wink

© Sam Riviere 2012, used by permission of the author and the publisher
from: 81 Austerities
London: Faber & Faber, 2012
Audio production: Sam Riviere, 2014

A Minha Cara Viu A Revista Dela

португальский

através da paisagem lunar de parques de skate tens 13 anos
& já não te deixam brincar com os outros rapazes / na plataforma 6
com a tua espantosa capa na verdade já não és tu
mas qualquer outra pessoa / enquanto eu sou um gajo que ouve mal as letras 
                                                                                                                  das músicas
o que resulta numa compreensão mais bela mas privada
com a tua escura franja camisa branca & chapéu de palha és
o gótico mais branco do piquenique / resolutamente imune aos encantos
do meu muito encantador amigo és o desinteresse em pessoa
na cama & roupa interior a condizer disfarças o túnel
que cavámos numa prisão americana / quando não respondes às minhas 
                                                                                                                     mensagens
o que tu és é a pasta que brilha com o dourado do seu conteúdo
dou-me conta de que só consigo olhar por um olho de cada vez / é pura
e simplesmente propaganda a pupila uma mancha da mais escura tinta de 
                                                                                                                   impressora
no teu faustoso conjunto de lã és um anúncio
ao fausto dos conjuntos de lã / & depois & depois piscas um olho

Traduzido por Hugo Pinto Santos

Personal Statement

английский | Sam Riviere

hi i should like to have the answers
to shall we say certain questions
and to wake up certain of directions
and a levelness of breathing and
of not being in a neo-noir movie
instead the mildness of the evening
and the possibility of ice-cream
waiting ahead in girlfriend heaven
when i return with gifts one chocolate
one strawberry i'll think of a question
any question the way you might prop
a stick below a window letting in
night air then pick that stick up from
its slant using it to gesture wisely
while elaborating on whatever
making all the time shall we say finer
distinctions splitting pairs of pairs
together like couples who both see
suddenly that this won't be for ever
it takes till now for the window to fall
and there can be no bitterness
or anger so what i'm saying is thank
you thank you and see you later

© Sam Riviere 2012, used by permission of the author and the publisher
from: 81 Austerities
London: Faber & Faber, 2012
Audio production: Sam Riviere, 2014

Declaração Pessoal

португальский

olá gostava de ter as respostas
para digamos certas perguntas
e acordar certo das direcções
e nivelado na respiração e
de não ser um filme neo-negro
mas antes a temperança do fim da tarde
e a possibilidade de gelado
à espera mais adiante no paraíso da namorada
quando voltar com presentes um chocolate
um morango pensarei numa pergunta
qualquer pergunta o modo como poderás encaixar
uma vara debaixo da janela para deixar entrar
a aragem da noite depois pegar-lhe tirá-la do seu
encaixe usá-la num gesto sábio
enquanto discorres sobre seja o que for
sempre a estabelecer digamos
distinções mais subtis dividindo pares de pares
em conjunto como casais que de repente
percebessem que isto não vai durar sempre
a janela demora até agora para cair
e não pode restar qualquer amargura
ou raiva portanto o que digo é obrigado
obrigado e vemo-nos depois

Traduzido por Hugo Pinto Santos

The Council of Girls

английский | Sam Riviere

Today I stand before you
uncertain of my guilt
of what I am accused
or should say sorry for
your eyes are screwed
like knots in wood
filled with the suggestive quiet
of trees gossiping telepathically
maybe it would help
if I recited in an irish accent
or sang a little song
your faces grow more beautiful
as I am wired to the lie detector
crueller yet more pitying
I see there are hundreds of texts
to be read out and correlated
and I am happy to help as best I can
clear up this confusion
clarify and analyse the things I said
while drunk I speak to you
without the hope of mercy
you are everything to me
daughters
I kneel on the ground from which
you sprung
my jury of sunflowers

© Sam Riviere 2012, used by permission of the author and the publisher
from: 81 Austerities
London: Faber & Faber, 2012
Audio production: Sam Riviere, 2014

O Concílio De Raparigas

португальский

Estou hoje diante de vós
incerto da minha culpa
aquilo de que sou acusado
ou deveria dizer aquilo de que me arrependo
os vossos olhos cravados
como nós na madeira
cheios do sugestivo silêncio
de árvores coscuvilhando telepaticamente
talvez ajudasse
se eu recitasse com sotaque irlandês
ou cantasse uma cançãozinha
as vossas faces tornam-se mais belas
e eu sou ligado ao detector de mentiras
mais cruel e no entanto mais piedoso
vejo que há centenas de textos
a ler e correlacionar
e eu tenho todo o gosto em ajudar o melhor que possa
aclarar esta confusão
clarificar e analisar o que eu disse
quando falei convosco bêbado
sem esperança de piedade
vocês são tudo para mim
filhas
ajoelho-me no chão de onde
vocês florescem
meu júri de girassóis

Traduzido por Hugo Pinto Santos

Year of the Rabbit

английский | Sam Riviere

there is no purer form of advertising
than writing a poem
that's what the monk told me
if I were a conceptual artist
I would make high-budget trailers
of john updike novels but no actual movie
the scene where angstrom drives towards
the end of his life down a street in the suburbs
lined with a type of tree he's never bothered
to identify and laden with white blossoms
reflecting slickly in the windscreen
I would fade in the music
as the old song was fading out
keeping the backing vocals at the same distance
kind of balancing the silence
the word RABBIT appears in 10 foot trebuchet

© Sam Riviere 2012, used by permission of the author and the publisher
from: 81 Austerities
London: Faber & Faber, 2012
Audio production: Sam Riviere, 2014

Ano Do Coelho

португальский

não há forma mais pura de publicidade
do que escrever um poema
foi o que o monge me disse
se eu fosse um artista conceptual
faria trailers de alto orçamento
de romances de john updike mas não propriamente um filme
a cena em que angstrom segue de carro em direcção
ao fim da sua vida a descer uma rua nos subúrbios
rodeada de uma espécie de árvore que nunca se incomodou
a identificar e carregada de flores brancas
reflectidas ao de leve no pára-brisas
gradualmente introduziria a música
enquanto a velha canção fosse cessando
mantendo as vozes de fundo à mesma distância
meio a equilibrar o silêncio
a palavra COELHO em trebuchet de 3 metros

Traduzido por Hugo Pinto Santos

Dream Poem

английский | Sam Riviere

I know what you're thinking
it's dull unless they're sex dreams
dreams about violent murders
mine are pretty banal
I dreamed I wrote a poem
beginning "Hi!" and ending "See You Later!"
the middle part was amazing
that's the part I don't remember
I was sitting on a platform high above the jungle
this all feels really familiar
probably from something I've seen on TV
I was dressed up as a witchdoctor
and used this stick of judgement
taking back the names of creatures
restoring them to myth I was doing wisely with it
in my dream the poem didn't have
this assonance that's creeping in
after I'd taken back everything
I kept hold of my stick using it
to designate the categories that really matter
while adding bones and wings to my hat
sitting up here out of danger
I hate this/I like that

© Sam Riviere 2012, used by permission of the author and the publisher
from: 81 Austerities
London: Faber & Faber, 2012
Audio production: Sam Riviere, 2014

Poema De Sonho

португальский

Sei que estás a pensar
que são uma seca a não ser que sejam sonhos sexuais
sonhos acerca de assassínios violentos
os meus são bastante banais
sonhei que tinha escrito um poema
que começava com "Olá!" e acabava com "Até breve!"
a parte do meio era espantosa
é dessa parte que não me lembro
estava sentado numa plataforma a grande altura sobre a selva
tudo isto parece tão familiar
provavelmente alguma coisa que vi na televisão
estava vestido como um mago
e usava um cajado para julgar
retirava os nomes às criaturas
devolvia-as ao mito procedia sabiamente
no meu sonho o poema não tinha
esta assonância que aqui se insinua
depois de ter tirado tudo
mantive o cajado na mão e usei-o
para nomear as categorias que realmente importam
enquanto juntava ossos e asas ao meu chapéu
ali em cima sentado fora de perigo
detesto ito/gosto daquilo

Traduzido por Hugo Pinto Santos

The Sweet New Style

английский | Sam Riviere

she looks out of her
photos let's call her emma
with a mute appeal that might
mean something like "whenever
you want just say I'm ready to be taken
away from all this" she is so shy
her eyes follow your eyes
over the girlish slopes and crests
hidden by her baggy cardigan jennifer
I mean emma let me assure you
your shyness has never been
so completely justified

© Sam Riviere 2012, used by permission of the author and the publisher
from: 81 Austerities
London: Faber & Faber, 2012
Audio production: Sam Riviere, 2014

O Doce Estilo Novo

португальский

ela desvia os olhos das suas
fotos chamemos-lhe emma
com um mudo apelo que poderia
querer dizer algo como "sempre
que quiseres diz estou pronta para ser tirada
de tudo isto" ela é tão tímida
que os olhos dela seguem os teus
por sobre os declives femininos e cumes
ocultos no largueirão casaco de malha jennifer
quero dizer emma deixa-me que te diga
a tua timidez nunca foi
tão completamente justificada

Traduzido por Hugo Pinto Santos